Início Mundo Grécia realizará eleições antecipadas no dia 7 de julho

Grécia realizará eleições antecipadas no dia 7 de julho

O parlamento foi dissolvido depois de solicitação apresentada pelo primeiro-ministro, Alexis Tsipras.

35
0

O presidente da Grécia, Prokopis Pavlopoulos, dissolveu o parlamento nesta terça-feira (11) e convocou eleições antecipadas para o dia 7 de julho, atendendo à solicitação apresentada ontem pelo primeiro-ministro Alexis Tsipras.

O fim formal de seu governo estava marcado para outubro.

Com a publicação do decreto presidencial, a campanha eleitoral começou oficialmente.

O desafio para a coalizão governante Syriza é reduzir, na medida do possível, a ampla vantagem da conservadora Nova Democracia que, segundo a primeira pesquisa publicada depois das eleições europeias, já alcança dez pontos percentuais.

Derrota no Parlamento Europeu motivou convocação de eleições

O Nova Democracia venceu o Syriza por 9,5 pontos percentuais na eleição para o Parlamento Europeu no mês passado.

O pedido de Tsipras por novas eleições e a aprovação do presidente foram considerados formalidades.

Tsipras, 44, apareceu no cenário político grego há seis anos. Ele ganhou notoriedade com a promessa de combater a austeridade fiscal que os credores da Grécia exigiam em troca de resgates financeiros após anos de crise econômica.

Seu partido, o Syriza, recuou e aceitou outro empréstimo logo após a eleição de Tsipras em 2015 –a alternativa seria arriscada porque implicaria uma expulsão da Grécia da zona do euro.

O país recebeu mais de 280 bilhões de euros em três empréstimos distintos.