Início Política Com atraso, Câmara retoma sessão para votar a reforma da Previdência

Com atraso, Câmara retoma sessão para votar a reforma da Previdência

Expectativa é a de que o texto-base seja votado na tarde dessa quarta-feira (10). Presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse estar otimista com a aprovação da reforma nesta semana.

14
0

A Câmara dos Deputados retomou por volta das 11h30 desta quarta-feira (10) a análise da reforma da Previdência. A sessão estava prevista para às 10h30, conforme anunciado pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na madrugada desta quarta.

A Ordem do Dia, como é chamada a fase de votação no plenário, foi aberta às 11h55 com a presença registrada no painel eletrônico de 274 deputados.

Considerada uma das principais apostas do governo para recuperar as contas públicas, a proposta que endurece as regras de aposentadoria para os trabalhadores do setor privado e dos servidores públicos.

Com o encerramento da etapa de debates na madrugada desta quarta, a expectativa é a de que o texto-base da matéria seja votado nesta tarde. Em seguida, os parlamentares irão analisar os destaques apresentados pelos partidos, que são sugestões para modificar o parecer do relator, Samuel Moreira (PSDB-SP).

Mais cedo, Rodrigo Maia disse estar otimista com a aprovação da reforma da Previdência nesta semana.

“Precisamos reorganizar o estado brasileiro para que possa ter recursos para investir na área social, na área fundamental, para reduzir desigualdade, para melhorar a eficiência do estado brasileiro. E a primeira dessas reformas é a previdenciária e é por isso que eu tenho um otimismo muito grande com a aprovação dessa reforma”, afirmou Maia.

Ele comemorou o avanço na tramitação da Previdência na sessão anterior, com o fim da fase de discussão. “Sempre acreditei muito que chegaríamos hoje com uma margem importante de votos e é o que está acontecendo”, disse.

Sobre os procedimentos de votação, Maia afirmou que deverão ser votados dois ou três requerimentos de obstrução antes de o texto-base ser apreciado. Em relação aos destaques, que são sugestões para modificar o texto, ele explicou que alguns que são demandas da bancada feminina serão aglutinados em uma emenda.

Além disso, a oposição deverá apresentar nove destaques.

Em relação à inclusão dos servidores estaduais e municipais, Maia afirmou que a questão deve ser mesmo resolvida no Senado Federal.