Início RJ Passarela da maior feira de moda íntima do país recebe pela 1ª...

Passarela da maior feira de moda íntima do país recebe pela 1ª vez modelo trans; veja o desfile

Náthalie Oliveira marcou presença na 29ª edição da Fevest, em Nova Friburgo, na Serra do Rio, na tarde desta sexta-feira (12).

24
0

A passarela da maior feira de moda íntima do país, a Fevest, recebeu pela primeira vez uma modelo transexual na tarde desta sexta-feira (12). Náthalie Oliveira, de 24 anos, usou peças de moda praia no evento em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio.

Nascida em Sumidouro, a modelo de 24 anos, mora em Bom Jardim, onde foi eleita Miss.

Ela falou a imprensa, com exclusividade, minutos antes de entrar na passarela, sobre a alegria que sente em estar desfilando no evento que ocorre praticamente “em casa”, por ser no interior do Rio, depois de ter participado de concursos nacionais e internacionais.

“Estou muito feliz e lisonjeada pelo espaço que conquistei e pelo evento estar dando visibilidade para a diversidade”, disse Náthalie.

Modelo usou peças de moda praia; body pode ser usado de dia e à noite — Foto: Leoni Foto/ Divulgação Fevest

Modelo usou peças de moda praia; body pode ser usado de dia e à noite.

A modelo também falou que se sente pioneira, mais uma vez, porque também foi a primeira transexual a participar do Miss Rio de Janeiro neste ano. Ela concorreu com outras 14 candidatas, mas não ganhou o título.

Náthalie disse ainda sobre a necessidade em vencer o preconceito no dia a dia. Ela fez a cirurgia de redesignação sexual (mudança de gênero) em 2016, na Tailândia.

“O mundo está se transformando e eu sou uma pessoa comum. Está mais do que na hora de começar a entender que isso [o fato de ser trans] não muda em nada na minha relação com a sociedade. É uma condição só minha”, afirmou.

Modelo desfilou dentro do quadro 'mulheres reais' da Firjan nesta sexta-feira (12) — Foto: Leoni Foto/ Divulgação Fevest

Modelo desfilou dentro do quadro ‘mulheres reais’ da Firjan nesta sexta-feira (12).

Lunanda Motta, instrutora do curso de modelagem da Firjan/ Senai, que fez a roupa usada por Náthalie no desfile desta sexta, disse que a ideia foi exaltar a feminilidade da moda real.

“A gente fez uma saia bem leve, esvoaçante, para que quando ela andasse, essa leveza toda andasse junto com ela”, disse Lunanda.

A instrutora acrescentou que o body também foi feito para ser usado tanto durante o dia, na praia, por exemplo, quanto à noite.

Trajetória da modelo

Náthalie trabalha como modelo e foi a primeira candidata a concorrer o título de Miss Rio neste ano — Foto: Arquivo Pessoal/Náthalie de Oliveira

Náthalie trabalha como modelo e foi a primeira candidata a concorrer o título de Miss Rio neste ano.

O primeiro concurso de miss que participou foi o Miss T Brasil, em 2013, se inscrevendo nas edições de 2014 e 2015, quando finalmente conquistou a coroa.

Também representou o país no Miss International Queen 2016, onde conquistou a segunda colocação.

Nascida Darli Olival de Oliveira, Náthalie contou que sempre teve uma vida simples.

“É estranho até dizer que uma menina de 24 anos já tem uma experiência de vida. Mas, minha família me apoia. Minha mãe é super orgulhosa. A cidade [Bom Jardim] é muito pequena e as pessoas mais antigas ainda não entendem muito bem a importância disso tudo”, explicou a modelo.

O desfile

Náthalie participou do desfile “Mulheres reais” da Firjan, que buscou levar a singularidade do corpo da mulher brasileira para a passarela da Fevest.

A ideia foi apresentar peças pensadas para o corpo da mulher brasileira, com suas variadas silhuetas e etnias, com o trabalho realizado pelo curso de aperfeiçoamento em Moda Praia.

Segundo Marcelo Porto, presidente do Sindicato das Indústrias do Vestuário de Nova Friburgo e Região (Sindvest), é preciso traduzir a essência da mulher brasileira.

“Nosso foco é formar pessoas qualificadas para criar modelagens que entreguem conforto e sensualidade, de acordo com o biótipo das mulheres do Brasil”, disse.

Estudante do curso de moda da Firjan/ Senai, Maria Carolina Araújo, de 22 anos, disse que a experiência é importante porque promove o contato com o público real.

“Hoje em dia, a gente tem uma visão mais aberta, principalmente quanto ao corpo feminino, pois não existe padrão de uma silhueta perfeita”, afirmou Maria Carolina.

Sobre a Fevest

Fevest apresenta coleção primavera-verão 2020 de moda íntima — Foto: Franklin Vogas / G1

Fevest apresenta coleção primavera-verão 2020 de moda íntima.

A Fevest começou na quarta-feira (10), no Nova Friburgo Country Clube,com desfiles de 40 marcas que apresentaram a coleção primavera-verão 2020 de moda íntima.

Na passarela, modelos desfilaram com peças feitas a partir de inovações tecnológicas e soluções sustentáveis. Entre elas produtos feitos com materiais biodegradáveis e a partir da reciclagem de garrafas pets.

O evento está em sua 29ª edição e ocorre até domingo (14) com desfiles e palestras gratuitas. Veja a programação completa!

Desfile abriu a programação da Fevest, em Nova Friburgo, nesta quarta-feira (10) — Foto: Franklin Vogas / G1

Desfile abriu a programação da Fevest, em Nova Friburgo, nesta quarta-feira (10).