Início ES Moradores prejudicados por chuva fazem fila para dar entrada no FGTS em...

Moradores prejudicados por chuva fazem fila para dar entrada no FGTS em Vila Velha, ES

Muitos moradores de Vila Velha passaram a manhã na fila por benefício. Cidade foi afetada por uma forte chuva em maio deste ano.

62
0

Moradores de Vila Velha, no Espírito Santo, enfrentaram uma longa fila na manhã desta terça-feira (8) para dar entrada no pedido de saque do FGTS. As pessoas estão sendo atendidas no Boulevard Shopping, na Rodovia do Sol, em Itaparica. Quem foi prejudicado pela chuva que atingiu a cidade em maio deste ano tem direito a receber o benefício até o limite máximo de R$ 6.220,00 por vínculo empregatício.

O prazo para apresentação dos documentos termina no dia 18 de outubro. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Depois de apresentar a documentação na triagem, os moradores receberão uma data para fazer o saque na Caixa Econômica Federal.

Para sacar, o morador deve ficar atento às regras:

Possuir saldo em conta de FGTS; não ter realizado saque pelo mesmo motivo (desastre natural), em período inferior a 12 meses; e ter endereço contemplado na relação de áreas atingidas reconhecidas pela Defesa Civil Municipal, conforme listagem encaminhada pela prefeitura e homologada pela Caixa, disponível para consulta no Portal da Prefeitura de Vila Velha e afixada no local de atendimento.

Quem pode fazer o saque?

Os moradores residentes nas áreas atingidas e cujas residências foram efetivamente afetadas têm direito a sacar o saldo, limitado a R$ 6.220,00 por conta vinculada do FGTS. É preciso ter saldo em conta para realizar o saque, e o trabalhador não pode ter realizado saque do Fundo por situação de emergência ou estado de calamidade pública em período inferior a um ano.

Documentação necessária

  • Carteira de Identidade (também são aceitos carteira de habilitação, passaporte e novo modelo da Carteira do Trabalho);
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS – Páginas de identificação, contratos de trabalho e anotações gerais);
  • Comprovante de residência em nome do trabalhador (conta de luz, água ou outro documento recebido via correio), emitido nos últimos 120 dias anteriores à decretação da emergência;
  • Cartão do Cidadão (opcional);
  • Cartão ou o número da conta na CAIXA, para facilitar o crédito, caso possua.