Home / Educação / Unicamp 2022: inscrições para 639 vagas com ingresso via notas no Enem são prorrogadas até 6 de dezembro

Unicamp 2022: inscrições para 639 vagas com ingresso via notas no Enem são prorrogadas até 6 de dezembro

A Unicamp decidiu prorrogar até 6 de dezembro o prazo de inscrições para uso da nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) no Vestibular 2022 da universidade de Campinas (SP). Serão 639 vagas em cursos de graduação.

O cronograma inicial divulgado pela Comissão Permanente para os Vestibulares (Comvest) previa o encerramento das inscrições nesta terça-feira (30). Apesar da alteração, a data para fazer pagamento da taxa de R$ 30 permanece até 7 de dezembro.

Quem já se inscreveu para o vestibular tradicional, precisa pagar R$ 15; e candidatos isentos no formato tradicional seguem como beneficiários nesta modalidade. É necessário fazer o preenchimento do formulário eletrônico, além do pagamento da taxa.

A segunda prova do Enem ocorreu no último domingo (28). Na região de Campinas, 34,1 mil pessoas se inscreveram para a prova; o índice de abstenção por município ainda não foi divulgado. O gabarito oficial será divulgado na quarta-feira (1) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Poderão ser usadas notas do Enem de 2021 e 2020, ressaltou a Comvest, com exceção dos candidatos que tenham concluído algum curso de graduação ou pós-graduação em instituição pública (federal, estadual ou municipal). Estes não podem aderir à modalidade.

Distribuição de vagas reservadas

Segundo a universidade estadual, a distribuição das vagas reservadas será da seguinte forma:

  • 50% de cada curso ao segmento EP (escola pública);
  • 25% de cada curso ao segmento PP (autodeclarados pretos e pardos);
  • 25% de cada curso ao segmento EP+PPI (escola pública + autodeclarados pretos e pardos)

“Para ter direito à ação afirmativa por critério étnico-racial, os estudantes selecionados que concorreram às vagas reservadas aos autodeclarados pretos ou pardos deverão possuir traços fenotípicos que os caracterizem como negros, de cor preta ou parda”, diz trecho de resolução ao mencionar que os candidatos optantes por cotas serão submetidos a uma comissão de averiguação.

Ainda segundo a Unicamp, os optantes por vagas indígenas neste processo devem apresentar uma declaração, enquanto candidatos que já concluíram algum curso de graduação ou pós em instituição pública – municipal, estadual ou federal – não podem concorrer nessa modalidade.

Vista aérea do campus da Unicamp, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Vista aérea do campus da Unicamp, em Campinas (SP).

Múltiplas Inscrições

Os interessados podem se inscrever, ao mesmo tempo, em mais de um dos sistemas de seleção oferecidos na Unicamp. Além da modalidade via Enem, há aplicações dos vestibulares tradicional, indígena e a seleção de candidatos premiados em olimpíadas ou competições de conhecimentos.

“Caso um candidato tenha sido convocado para matrícula em cursos diferentes, na mesma chamada, no VU 2022 (vestibular) e em outro (s) sistema (s) de seleção, o candidato fará opção, no momento da matrícula, pelo curso em que se matriculará. Ao efetivar a sua matrícula em um dos sistemas pelo qual foi convocado […] o candidato será excluído, automaticamente, da lista de classificação dos demais sistemas de ingresso nos quais tinha se inscrito”, diz um dos trechos da resolução da Unicamp.

Convocação

Ainda segundo a Unicamp, nesta modalidade de ingresso via Enem estão previstas até cinco chamadas para matrícula e o calendário é o mesmo do vestibular tradicional. A primeira divulgação dos resultados está prevista para 14 de fevereiro de 2022, por meio do site da Comvest.

Veja Também

Pandemia favoreceu ensino remoto, mas aumentou desigualdade em universidades do mundo inteiro

Há dois anos, as universidades do mundo inteiro se viram afetadas pela pandemia da Covid-19 …